13/12/17 18:49

" Sindicato dos Professores das Escolas Públicas Municipais de Barueri e Região. "

1º MAIO MARCADO COM PROTESTOS
DA CLASSE TRABALHADORA

Eventos promovidos pelas centrais sindicais em várias partes do Brasil marcaram o Dia do Trabalhador. Em São Paulo, milhares de pessoas participam das festas da CUT e a Força Sindical. A da CUT no Vale do Anhangabaú, tradicional ponto de encontro político da capital. A festa da Força Sindical na praça Campo de Bagatele, na zona norte. Os shows que começaram pela manhã só terminam no fim da tarde. O tema da festa da Força Sindical é “Avançar na democracia com desenvolvimento social”. No palanque estavam políticos de oposição, representantes do governo e sindicalista. Na festa da Central Única de Trabalhadores (CUT), Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB) e Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) o tema foi “Comunicação: o desafio do século”. Além dos embates políticos, o Dia do Trabalho teve acusação grave do deputado Paulinho da  Força (SDDSP) à presidente Dilma Rousseff (PT), em evento da Força Sindical em São Paulo. “Quem deveria estar presa na Papuda é a presidente Dilma, pelos roubos que tem feito na Petrobras”, disse, ao lado do senador Aé- cio Neves (MG), pré-candidato do PSDB ao Planalto. Paulinho referiu-se aos petistas presos pelo mensalão – José Genoino, que não conseguiu direito a prisão domiciliar, entregou-se ontem na penitenciária do DF. Sem acusações criminais, Campos disse que irá “desaparelhar” a estatal, e Aécio chamou de “patético” o discurso de Dilma na véspera, usando a rede nacional de rádio e TV para anunciar aumento de 10% no Bolsa Família, além de 4,5% no imposto de renda. “Preciso do apoio de cada um de vocês, trabalhador e trabalhadora. Quem está ao lado do povo no final colherá a vitória”. O discurso da presidente será questionado no TSE como propaganda eleitoral antecipada, afirmou Rubens Bueno (PPS-PR), líder do partido na Câmara.


Compartilhar:

admin